PENSADOR

O seu Programa de Revista de Imprensa, apresentado por Mário Rogério

HORA GOSPEL

O Programa que alimenta o seu Espírito, apresentado por Nádia Victoriano

KUFIKA

Os debates sobre as preocupações da juventude, moderado por Mário Rogério.

THE KINGS ROOM

Viaja pelo mundo da dança hip hop com Márcio Ratinho

MUZANGALA SOUNDMIX

Para os amantes de House Music, este é o programa certo, com o Lundre on the mix

LOUCO SERÃO

O Programa mais louco

REWIND

O programa que relembra os grandes sons do passado.

ZWELA MUZANGALA

Brevemente na sua Radio

MAMBUS DESIGNS

Os Souvenirs Não São Apenas Produtos Decorativos: São Lembranças, Pedaços de Histórias e de Saudades que Marcaram o Nosso Coração. A Mambus Faz Mambos para Aqueles que Querem Mambos originais, Mambos Fixes como T-shirts e Canecas, e Outros Mambos. Visite a Nossa Loja Online. São Muitos Mambos que Nos Lembram da Banda a Distância de um Click.

BLOOD LINE TATTOO

Temos como Prioridade a Segurança em Cada Tatuagem Feita e Qualidade na Arte Final. Blood Line Tattoo em Portugal | Lisboa, Instagram @blood.line.tattoo | Email : bloodline.tattoo@hotmail.com

MUZANGALATV

Subscreva e Assista os Videos das Grandes Musicas Nacionais e brevemente os Programas da Rádio Muzangala.

RADIO MUZANGALA

Trabalhamos para que Possa Sentir-se em Casa em Qualquer Parte do Mundo

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Proprietário do Leicester City ofereceu BMW i8 aos jogadores



Os jogadores do Leicester City, foram hoje surpreendidos, dois dias antes de defrontarem o Manchester United.

Vichai Srivaddhanaprabha, proprietário do Leicester, comprou e ofereceu exemplares do BMW i8 - cada um no valor de 118 mil euros no mercado inglês - aos jogadores, uma espécie de prenda pelo título de campeões da Premier League da temporada passada e oferecidos a dois dias de clube defrontar o Manchester United na supertaça inglesa.

No exterior do estádio foram estacionados 19 automóveis. Um número que deixou todos a fazer contas para encontrar os quatro do plantel de Claudio Ranieri que não tiveram direito à prenda. Contas feitas, N'Golo Kanté já se transferiu para o Chelsea; e Joe Dodoo, Andrej Kramaric e Yohan Benalouane praticamente não foram utilizados na época passada. 

Recreativo do Libolo e o Petro de Luanda defrontam-se este Domingo

As atenções da 20.ª jornada do Girabola Zap, estão no embate entre o Recreativo do Libolo e o Petro de Luanda ficando o líder 1.º de Agosto à `espreita` para fugir aos dois perseguidores.

No topo da tabela do `Girabola`, o 1.º de Agosto desloca-se no domingo a Saurimo, onde defronta, no estádio das Mangueiras, o Progresso da Lunda Sul, tendo desde a última jornada uma vantagem de quatro pontos para o segundo classificado.

O Recreativo do Libolo saiu derrotado da viagem ao terreno do ASA, na capital, na última jornada, e agora recebe na vila do Calulo o Petro de Luanda, outro histórico do futebol angolano.

As duas equipas que estão separadas por quatro pontos, no segundo e terceiro lugar da tabela, são as únicas que ainda ameaçam o 1.º de Agosto.

As duas partidas decisivas no topo da tabela estão agendadas para a mesma hora.

Esta 20.ª jornada arranca no sábado, com os `diamantíferos` da Sagrada Esperança a receberem no Dundo, na Lunda Norte, os `aviadores` do ASA, estes últimos a tentarem escapar aos últimos lugares enquanto vivem uma profunda crise financeira.

O Porcelana FC, joga sábado e continua a alimentar o sonho da permanência no `Girabola`, tendo agora pela frente, em casa, os `polícias` do Interclube, enquanto o Benfica de Luanda joga no Huambo, com o Recreativo da Caála, que tem mais um ponto do que as `águias` da capital.

A jornada encerra apenas na segunda-feira, com a receção no Lubango do Desportivo da Huíla ao Kabuscorp do Palanca.

Em Espanha os cães vão poder ir ao cinema com os donos

A iniciativa pretende celebrar a estreia do filme "A Vida Secreta dos Nossos Bichos".

cadeia espanhola de salas de cinema Cinesa vai permitir a entrada a cães. No dia 5 de agosto (amanhã), em que estreia o filme “A Vida Secreta dos Nossos Bichos” (The Secret Life of Pets, no original), os bichos poderão acompanhar os donos.

A iniciativa tem o apoio da Fundación Affinity e pretende oferecer aos espetadores sessões de cinema “amigas dos animais”. A primeira sessão terá lugar às 17h30 na Sala Cinesa Proyecciones de Madrid, na capital espanhola.

O objetivo do projeto é normalizar o acesso dos cães aos espaços de diversão e ócio, mas trata-se de uma iniciativa esporádica, realizada a propósito da promoção do filme e que também teve lugar noutros países em que a fita estreou.

Furto de transformadores deixam arredores de Luanda às escuras

Por causa dos roubos, várias ruas e avenidas nos arredores de Luanda estão às escuras. Os transformadores foram roubados para venda do cobre que contêm.

Várias ruas e avenidas nos arredores de Luanda estão às escuras devido ao furto de transformadores de energia elétrica da rede de iluminação pública, informou esta quarta-feira fonte ligada à empresa de distribuição de eletricidade.

A informação da Empresa Nacional de Distribuição de Eletricidade (ENDE) dá conta que os núcleos dos transformadores, com capacidade de 200 KV e um custo de cerca de 25 mil dólares cada, foram roubados para venda do cobre que contêm.

Segundo o porta-voz da ENDE, Pedro Bila, não se sabe quando foi realizado o roubo, que só foi descoberto no último fim de semana quando técnicos da empresa realizavam trabalhos de manutenção nas referidas zonas por falta de iluminação.

Pedro Bila, referiu que a situação foi identificada na Via Expressa, avenida que liga o bairro Nando e o Estádio 11 de Novembro, município de Belas, e na rua principal da Samba, concretamente na zona da Escola Nacional de Administração.

No japão, 189 pessoas morreram por excesso de trabalho o ano passado

Apesar de os números oficiais apontarem para 189 mortes, especialistas dizem que o número real deverá ascender a vários milhares.

Só no ano passado, morreram 189 pessoas devido a fadiga laboral no Japão. Trata-se de um fenómeno tão comum que até há um termo para o descrever: karoshi, ou seja, a morte por trabalho excessivo. 

Em 2014, o governo japonês lançou algumas medidas para tentar combater esta causa de morte, mas sem sucesso. Os números oficiais do Ministério do Trabalho japonês apontam para 189 mortes, incluindo suicídios, devido a excesso de trabalho. Especialistas, contudo, apontam para números reais muito maiores, na ordem dos milhares. 

Apesar de agora se estar a registar uma subida nos números, o problema do karoshi já terá sido pior. As décadas de 70 e 80, lembra o El Mundo, ficaram marcadas pelo boom económico japonês. Nesse tempo, estima-se que cerca de 10 mil pessoas morriam anualmente devido ao excesso de trabalho, embora não haja números oficiais relativos a este período. 

Vários fatores contribuem para este problema. Primeiro, a legislação, que permite que, através de um acordo entre funcionários e patrões, se possam fazer horas extraordinárias sem nenhum tipo de limite. 

Por outro lado, a própria mentalidade japonesa privilegia o trabalho. A norma social no Japão estipula que os trabalhadores dêem prioridade às suas responsabilidades laborais, acima da família ou das obrigações comunitárias. 

A Watami Foodservice, uma cadeia de restaurantes, é um dos casos mais conhecidos pelo karoshi. Pelo segundo ano consecutivo, a companhia foi a vencedora do “Prémio para as Empresas Negras”, atribuído por um grupo de jornalistas, ativistas e professores universitários às piores empresas do país. A cadeia de restaurantes reuniu 72% dos votos dos especialistas, que analisaram critérios como excesso de horas de trabalho, abusos de poder, salários baixos, hostilidade em relação aos sindicatos, a recusa em pagar horas extraordinárias ou a arbitrariedade em relação aos funcionários temporários. 

Depois de, em 2008, uma funcionária da Watami Foodservice, Mina Mori, de 26 anos, se ter suicidado, a companhia nunca mais se livrou da fama. Mina tinha trabalhado durante dois meses a fazer 140 horas extraordinárias por mês. A empresa recusou encontrar-se com os pais e pedir-lhes perdão, até dezembro de 2012, altura em que pagou à família uma indemnização de 1.079.908,47 USD.