Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Mais emprego em Angola!!

Ministério do Ambiente pretende criar 20 mil novos postos de trabalho

Lobito - O Ministério do Ambiente pretende proporcionar a criação de 20 mil novos postos de trabalho, através da concepção de políticas de economia ambiental.

A informação foi avançada nesta terça-feira pela titular da pasta, Maria Fátima Jardim, que falava no acto de abertura do I Congresso Internacional Sobre Resíduos Sólidos, que decorre na cidade do Lobito.

A responsável salientou que a economia verde para África é uma economia que vai reduzir a pobreza extrema, proporcionando a auto-suficiência alimentar para os povos.

“Nós ainda não entendemos o que são tecnologias verdes, queremos dizer que as tecnologias verdes já começaram em Angola, começou aqui no Lobito, quando encontramos o Lobito limpo”, sublinhou.

Fátima Jardim disse, por outro lado, que o executivo criou empregos para reduzir o desemprego e para resolvermos os problemas ambientais, e todos os empregos criados nesta vertente são verdes.

Para si, já se tornou política dos governos africanos a questão do tratamento dos resíduos, uma vez que as consequências ambientais têm sido muito visíveis ao mundo e, de modo particular, para o continente.

Entretanto, a governante ressaltou a questão da valorização do capital humano na resolução dos principais problemas ambientais que afligem a África, como é o caso da produção e gestão dos resíduos sólidos.

Participam do conclave cerca de 200 congressistas, provenientes de 18 países, entre investigadores, gestores e técnicos ligados à gestão sustentada de resíduos sólidos, tendo Angola e, particularmente Benguela, como primeira experiência.

Foram já apresentados os temas ligados à gestão de resíduos para todos, pelo prelector Antonis Mavropoulos, presidente do comité técnico e cientifico da International Solid Wast Association, da Grécia e gestão de tecnologias sustentáveis para tratamento dos resíduos sólidos urbanos no Brasil, pelo professor da universidade federal de Pernambuco.

A gestão de resíduos em Portugal: Os últimos 20 anos, o plano estratégico de resíduos sólidos de Angola, sistemas de gestão de resíduos, desafios e oportunidades e valorização e gestão de materiais de desconstrução/demolição, são outros temas discutidos terça-feira.

O certame conta também com a participação das administrações municipais da província de Benguela e directores províncias do ambiente representadas nas 18 províncias de Angola.



Fonte: ANGOP