Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Vamos recapitular....



Polícia de Trânsito intensifica sensibilização de utentes de vias públicas sobre código de estrada no Moxico


Luena - A Unidade Operativa de Trânsito no Moxico está a intensificar várias acções de sensibilização aos utentes das vias públicas, para acatarem as normas do código de estrada, com vista a redução da sinistralidade na região.

Entre outras actividades, os reguladores de trânsito rodoviário distribuem todos os fins de semana cartazes nas ruas e nos dias laborais nas instituições públicas e privadas, sob o lema "Ajuda a polícia a salvar vidas".

A informação foi avançada hoje, sexta-feira, pelo comandante da unidade operativa, superintendente-chefe João Chissende, que apontou a detenção de 33 automobilistas por diversas infracções ao código de estrada, durante o terceiro trimestre do corrente ano.

Segundo a fonte, no mesmo período foram aplicadas 137 multas, das quais 77 pagas no valor de 718 mil e 143 kwanzas.

João Chissende fez saber que neste período se registou 153 acidentes de viação que resultaram em 28 mortos e 200 feridos, dos quais 147 em estado grave.

Os sinistros consubstanciaram em colisões entre veículos automóveis, choques entre motociclos, atropelamentos, capotamentos, despistes, choques contra obstáculos fixos, entre outros casos.

Em comparação com o segundo trimestre, disse registar-se uma redução de dez sinistros, fruto das acções de sensibilização aos automobilistas e outros utilizadores das vias públicas.

A não observância ao código de estrada, excesso de velocidade, manobras irregulares, sobretudo por parte dos taxistas, vulgo "kupapatas", bem como condução em estado de embriagues associado ao mão estado de algumas vias foram apontados como as causas dos acidentes que provocaram danos materiais por avaliar.

De acordo com o superintendente-chefe João Chissende, o município do Moxico (sede) liderou lista com mais de 90 sinistros.

 As principais infracções ao código de estrada foram a falta de matriculas, condução sem capacetes, licenças de condução, o não uso do cinto de segurança, excesso de velocidade e condução em estado de embriagues, explicou a fonte.

 O comandante da unidade de operativa apelou aos munícipes, cada um na sua área de Residência, a tornarem-se activistas e sensibilizar os automobilistas para que tenham prudência na condução de forma a reduzir os sinistros na cidade do Luena.
 
 
 
Fonte: ANGOP