Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Danca a moda antiga!

Dança folclórica angolana carece de mais investigação


Luanda - Professora cubana especializada em dança folclórica Maritza Lopes defendeu nesta segunda-feira, em Luanda, maior investigação para que se faça o estilo folclórico na sua essência, com o seu estilo, tanto dançante como na sua forma de vestir.
Em declarações à imprensa à margem de uma formação artística, organizada pelo Ministério da Cultura, Maritza Lopes salientou que Angola não se faz dança folclórica por apresentarem misturas entre o tradicional e o moderno, sem salientarem as verdadeiras raízes regionais.
Explicou que as danças folclóricas são preservadas pela repetição, vão mudando com o tempo, mas os passos básicos e a música assemelhem-se ao estilo original. Todos os países têm algum tipo de dança folclórica e a maioria pertence apenas a sua nação.
“As danças da região das Lundas, no país, são as que ainda procuram preservar o seu estilo genuíno, mantendo as suas raízes, mas deve-se fazer um trabalho sério de mais investigação e passa por mais formação e pesquisas”, acrescentou.
A especialista sublinhou que a dança folclórica tem várias características e se dividem em manifestações tradicionais, populares e empíricas.
Falando sobre a formação, a professora salientou que tem como objectivo elevar o nível de conhecimento a partir do intercâmbio com os principais representantes da cultura
popular da dança.
“Vamos trabalhar nas peculiaridades e características das danças populares com o objectivo de incorporar como parte do acervo cultural das regiões do país, para os programas de estudo e formação de capacitação”, finalizou.
Participam no workshop, com duração de sete dias, representantes dos grupos Yaka, Ballet Nacional de Angola, Ballet Tradicional Kilandukilo, Muntuenu, Kussanguluke, Soco Dance, Oásis, entre outros.


Fonte: ANGOP