Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Angola Tecnologica!

Angola entre países que mais investem em tecnologias de informação

 

 
Luanda - Angola é dos países do mundo que mais cresce em termos de investimentos em tecnologias de informação, disse hoje, em Luanda, o técnico Gabriel Coimbra, da multinacional americana IDC, líder mundial de serviços de consultoria e organização de eventos para os mercados das Tecnologias de Informação.
 
 
De acordo com Gabriel Coimbra, que falava sobre “Estado da Nação das TIC em Angola”, na Conferência sobre “As TI como alavanca de crescimento de negócio”, Angola cresce a dois dígitos, superando países da América e Europa, cujo crescimento está abaixo de cinco porcento.
 
 
Segundo o mesmo, o crescimento das tecnologias de informação em Angola está em diversas áreas.
 
 
O crescimento económico que o país regista é um dos factores que tem influenciado no avanço das tecnologias de informação.
 
 
“As tecnologias de informação em qualquer país tem uma grande importância nos negócios e permite aos empresários servir melhor os seus clientes”, afirmou.
 
 
O técnico frisou que a diminuição do preço da tecnologia e dos equipamentos tecnológicos vão ajudar a economia e os cidadãos a ter mais acesso aos diversos serviços, como bancários.
 
 
Destacou que os sectores das telecomunicações, petróleos, energia, administração pública são os que mais beneficiam das TI.
 
 
“Apesar de Angola apostar e investir muito nas tecnologias de informação, deve, cada vez mais, apostar na formação de recursos humano, para ultrapassar algumas barreiras que as tecnologias obrigam”, recomendou.
 
 
As tecnologias de informação, além de ajudar no domínio dos negócios, podem ajudar as organizações privadas a relacionarem-se melhor com os seus cliente, parceiros e operadores.
 
 
A conferência foi promovida pela organização global de serviços de consultoria de gestão, tecnologias de informação e outsourcing (Accenture).

 
 
 
 
Fonte: ANGOP