Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Nova Angola!!

Ministro apela apoio aos adidos de imprensa para divulgação da nova imagem do país



 
Luanda – O ministro da Comunicação Social, José Luís de Matos, solicitou hoje, segunda-feira, todo apoio aos adidos de imprensa pelo seu papel “decisivo e crucial” na promoção e divulgação da nova imagem de Angola.
O governante discursava no encerramento da “acção de formação diplomática para os adidos de imprensa”, que decorreu em Luanda, desde 15 de Abril.

Disse ser missão dos adidos de imprensa empreender todos os esforços para a promoção e divulgação da nova imagem de Angola, através da utilização racional das suas ferramentas de trabalho e da actualização regular dos seus conhecimentos sobre a realidade objectiva do país e da sua posição no concerto das nações.

Salienta que executar com zelo e responsabilidade as tarefas inerentes aos serviços de imprensa das missões diplomáticas e consulares é um exercício que exige dos adidos dedicação, ética, clarividência e pragmatismo.

O ministro lembrou que o aperfeiçoamento técnico e profissional é um processo contínuo, apelando ao estudo constante, a pesquisa criteriosa, a análise aprimorada, a divulgação cuidadosa, como pilares essenciais ao bom desempenho do adido de imprensa.

O ministério da Comunicação Social conta com a contribuição de todos no contínuo trabalho de dignificação da tarefa do adido de imprensa, que tem papel preponderante na estratégia do Executivo de promoção e divulgação das suas acções, em prol da melhoria da sua imagem no exterior, da elevação da qualidade de vida da população e do desenvolvimento sustentado.

José Luis de Matos afirmou ainda que a melhoria da qualificação técnica dos profissionais da comunicação social, incluindo os adidos de imprensa, visa dotá-los de conhecimentos que os habilitem a terem melhor desempenho na resposta aos desafios próprios de uma nação em franco desenvolvimento.

Fez alusão à aprovação do decreto conjunto sobre o estatuto dos serviços de imprensa, instrumento que confere personalidade jurídica à tarefa de adido de imprensa nas missões diplomáticas e consulares da República de Angola e esclarece dúvidas sobre o exercício das suas competências e atribuições.
 
 
 
Fonte: ANGOP