Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Uma Ponta de Esperança

Huíla: Comissão Ministerial gasta Akz dez bilhões no apoio à vítimas da seca






Lubango - A Comissão Ministerial para a Assistência as Populações Afectadas pela Seca aplicou dez bilhões 915 milhões e 460 mil kwanzas em operações de socorro realizadas, de Maio a Outubro últimos, a favor de 650 mil pessoas das regiões centro e sul do país, no âmbito do Plano de Contingência.

O facto foi revelado no Lubango, província da Huíla, pelo seu coordenador, Job Graça, quando segunda-feira falava numa reunião entre os membros da Comissão e os governadores das províncias mais afectadas, assistida também pelo ministro da Comunicação Social, José Luís de Matos, como convidado.
O governate explicou que o montante representa 29 porcento da aplicação do orçamento definitivo para a componente de emergência, fixado em 38 bilhões de kwanzas, "que proporcionou uma execução física traduzida em sete mil 643 toneladas de bens alimentares e não alimentares".
A empreitada Incluiu também a aquisição de meios de transportes, equipamentos para a provisão de água, imputs agrícolas e medicamentos humanos e veterinários destinados ao gado das populações afectadas residentes nas províncias da Huíla, Kuanza Sul, Namibe, Kuando Kubango, Cunene e Benguela.
Job Graça, que é ministro do Planeamento e de Desenvolvimento Territorial, pediu, na ocasião, contribuições dos envolvidos nesta tarefa para "melhorar a eficiência, eficácia e efectividade do Plano de Contingência, cuja execução, em princípio, se prolongará até Junho de 2014".
O ministro esclareceu que o Plano de Contingência abarca uma segunda componente, a estrutural, que no âmbito do Plano Nacional de Desenvolvimento 2013/2017 vai acelerar a realização dos projectos de captação, adução, tratamento e distribuição de água e de perímetros de regadio.
A Comissão Ministerial foi criada em Maio último e iniciou funções no mesmo mês sob super-visão do vice-presidente da República, Manuel Vicente, sendo composta pelos titulares das pastas do interior, administração do território, assistência e reinserção social, da agricultura, da energia e águas e da saúde.
Fonte: ANGOP