Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Bonga vai aquecer o domingo Muzongué da Tradição no Centro Cultural Kilamba


Segundo Estevão Costa, responsável do espaço, mais do que uma homenagem, o programa deste domingo terá como tónico trazer à ribalta um ícone da maior bandeira cultural angolana, o semba, numa simbiose entre várias gerações.
Estevão Costa afirmou que a homenagem à Bonga enquadra-se na estratégia de promoção e preservação de um dos símbolos da cultura angolana, por se tratar de um artista que ao longo dos seus anos de carreira ter apostado na divulgação deste ritmo nacional além-fronteiras, levando o orgulho dos angolanos fora de portas.
“Quando se fala da divulgação e preservação do semba estamos a falar de um naipe de artistas onde o Bonga se inclui. É um artista que tem o seu nome inscrito nos anais do mercado da música nacional e estrangeira”, reforçou.
Para um toque diferente ao programa, a casa vai contar com as participações de Lulas da Paixão, Dina Santos, Calabeto e da “coqueluche” do semba, o jovem artista Eddy Tussa.
Sobre a integração de Eddy Tussa num programa dedicado a um dos “monstros” do semba, Estevao Costa afirmou tratar-se de uma forma de mostrar ao jovem que o seu trabalho é reconhecido e seguido de perto por quem aprecia o que de melhor se produz no mercado angolano.
“É um jovem que tem dado cartas no mercado musical angolano, particularmente no semba, razão pela qual decidiu-se incluí-lo no guião desta jornada sembista”, asseverou a fonte.
Com 72  anos de idade, Bonga, nascido em Kipiri, província do Bengo, é considerado embaixador da música angolana. Já foi galardoado internacionalmente com vários prémios ao nível da música, assim como recebeu discos de ouro e de platina, além de actuar em importantes palcos mundiais.  
Em 42 anos de carreira, Bonga tem igual número de discos, sendo “Angola 72” o seu primeiro e “Hora Kota” o último.
O Musongue da Tradição é um programa que teve o seu início em Fevereiro de 2007 e Visa a promoção, divulgação e valorização da música angolana produzida nos anos 60, 70 e 80. O agrupamento Jovens do Prenda e os artistas Zecax, Dom Caetano e Proletário Foram os primeiros convidados. O programa acontece mensalmente no primeiro domingo  de cada mês.
O evento faz parte da grelha de programas do Centro Recreativo e Cultural Kilamba, antigo Maria das Escrequenhas, que tem ainda “Farrar ao Antigamente” e “Show à Sexta-Feira”.
Reinaugurado em Dezembro de 2001 pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, depois de longos anos voltado ao abandono, o Kilamba tem se dedicado nos últimos anos a promoção e a valorização da música angolana dos anos 1950, 60 e 70.