Radioguide.fm

Radioguide.fm

envia ao seu amigo

Muzangala TV

Loading...

LOUCO SERÃO

GALERIA

LOUCO SERÃO

Etiquetas

configuração rato

Moody`s Investors Service considera estável o risco soberano da Republica de Angola

A agência de rating Moody`s Investors Service aumentou a notação do risco Soberano da República de Angola, de Ba3 para Ba2 com perspetiva considerada estável, durante a 5ª revisão anual que decorreu de 08 à 10 de Março do corrente ano.

 A actualização do rating posiciona Angola ao mesmo nível que Portugal, Roménia , Jordânia, e acima do nível da Nigéria, Paraguai e Montenegro. A avaliação coloca igualmente Angola numa posição muito próxima ao nível de Investimento, no qual está posicionado o Brasil e a África do Sul.
No que concerne ao Foreing Country Ceiling of Bank Deposits, que reflecte a opinião da agência sobre o risco de capital e os controlos cambiais impostos pelas autoridades soberanas, que podem prevenir ou impedir o sector privado de converter a moeda local em divisas e a transferências das mesmas para credores não residentes, a subida foi ainda mais significativa uma vez que o país passou de Ba3 para Ba1.
Foram ainda registadas melhorias significativas nas notações relacionadas com o Local-Currency Ceilings, reflexo da opinião da agência sobre o conjunto de riscos que um emissor em qualquer jurisdição está exposto, incluindo risco económicos, legais e políticos de Baa3.
De realçar que a classificação do risco soberano é a nota dada por instituições ou agências especializadas em análise de crédito de risco aos países que pretendem emitir dívida no mercado internacional. As agências avaliam a capacidade e a disposição de um país honrar, pontual integralmente os pagamentos da sua dívida, tendo em conta as perspectivas de um forte crescimento económicas no médio prazo, assentes no aumento da produção de petróleo, bem como o aumento e melhoramento ao crédito público, assim como a capacidade demonstrada pelo Executivo na implementação de reformas estruturais.
O rating é um instrumento relevante para os investidores, uma vez que fornece uma opinião independente a respeito do risco de crédito da dívida do país analisado.
Recentemente, representantes da agência Moody`s Investors Service efectuaram uma visita ao nosso país, e mantiveram contactos com altos funcionários dos Ministérios das Finanças (organizador), Economia, Planeamento, Construção, Habitação, Indústria, Comércio, Petróleos, Banco Nacional de Angola, bem como, altos responsáveis da SONANGOL EP, Fundo Soberano de Angola, do Instituto para o Sector Empresarial Público, da Agência Nacional de Investimento Privado, da Petrolífera Total S.A, do Fundo Monetário Internacional, e da Embaixada dos Estados Unidos da América em Angola.
Na altura os representantes visitaram igualmente o Projecto Agrícola da Quiminha, situado na província de Luanda.
Fonte: MINFIN